Fragmentos

De maneira irreverente, Fragmentos traz ao leitor uma reflexão crítica de situações do cotidiano – lugar onde tudo acontece, do individualismo, desse mundo globalizado regido que está pela hipocrisia dos mercados…, mostrando, ao mesmo tempo, a urgência de um olhar amoroso para o outro e o seu acolhimento. Na vida humana, as escolhas não são simples, é difícil discernir com clareza – quando se tem algumas possibilidades e poucas certezas. Fragmentos funciona como uma bússola ética que, sem perder de vista sua aplicação prática, questiona comportamentos contemporâneos.

 por André Portella *

FB_IMG_1467831478351

Julgamento oportunista

Elogiamos ou censuramos, a depender de qual nos dá mais oportunidade de fazer brilhar nosso julgamento. Oportunismo cabe aos vaidosos em sua maioria.

 Pensar ou subserviência

O pensamento liberta a alma, a ignorância e a subserviência. Imaginemos se a sociedade pensasse, o que seria do REI.

 Espadachim

Gosto dos valentes, mas não basta ser um espadachim: também é preciso saber a quem ferir. E, muitas vezes, abster-se demonstra mais bravura, reservando-se para um inimigo mais digno.

Monstros

Quem luta contra os monstros deve ter cuidado para não se transformar em um deles.

Compas

Preciso de companheiros, mas de companheiros vivos, não de cadáveres que eu tenha que levar nas costas por toda parte.

*Professor escritor
Pós graduado em Ciências Sociais
Mestre em  Engenharia Ambiental/Sanitário