A Feira do Livro – a poesia em qualquer canto

Por Escritos
feira

Em Porto Alegre não são apenas as flores que animam a primavera, mas também a Feira do Livro. A Feira é transitória, aparece anualmente como um refúgio ao caótico urbano, tecendo uma narrativa no contexto do encontro entre leitores, escritores, amantes da escrita e da leitura e flanêurs. Flanêurs em busca de experimentações urbanas – do transitório na cidade, captando aparições casuais… Seja como for, ela traz sentimentos agradáveis ou não.

Apesar do seu objetivo maior ser em torno do livro, ela também transforma o urbanismo, a arquitetura e a cidade… acentuando a sensibilidade – tudo isso torna a cidade mais humana no período da Feira, potencializando a liberdade ou, pelo menos, o sentimento dela.

A Feira é inspiradora e transforma a praça numa moradia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *