Era uma vez um conto de Fadas Inclusivo e uma entrevista com o autor

Por Escritos Editora

Em se tratando da educação infantil, os contos de fadas apresentam-se como recurso pedagógico privilegiado. Primeiro, porque levam as crianças a um mundo mágico, mas também porque seu eixo gerador trata de problemáticas existenciais, isto é, os contos de fadas têm como núcleo problemático a realização essencial da personagem principal, da sua condição humana. Para o que aqui interessa, cada conto da Coleção Era uma vez um conto de fadas inclusivo trata da problemática da exclusão e da diferença.

refosco1

Continuar lendo Era uma vez um conto de Fadas Inclusivo e uma entrevista com o autor

Oficina Literatura Infantil com Chris Dias e Ana Berttini

Os livros infantis são fundamentais para o desenvolvimento da imaginação da criança, de seu senso crítico, além de auxiliar no aprendizado da linguagem. A leitura possibilita à criança viagens imaginárias onde ela vive mundos novos, sensações, sentimentos… e é afetada por eles. Ler é um divertimento. Ainda mais quando o texto está permeado por ilustrações. Para a criança a representação imagética desdobra o texto e se faz outro. A ilustração é um texto que se trama no texto da escrita. Ela potencializa a curiosidade e incentiva à leitura.

Todos podem ser autores de livros infantis…

Continuar lendo Oficina Literatura Infantil com Chris Dias e Ana Berttini

Tempo e Magia – A história vista pelo cinema

Livro de José Alberto Baldissera e Tiago de Oliveira Bruinelli

Por Nilton Mullet Pereira*

Tempo e Magia: A história vista pelo cinema envolve o leitor numa trama dramática que mistura história, cinema e pensamento: a história como o significante que serve de elemento dramático para a criação cinematográfica; o cinema que busca reconstituir o passado em imagens e nos dá uma ilusão de realidade e de movimento; o pensamento como a atividade que os autores realizam ao se aventurarem nessa conturbada e fabulosa relação entre o cinema e a história. Desde Marc Ferro, o cinema passou a ter uma posição de destaque nos debates sobre a criação em História, mas muito depois de Marc Ferro, o cinema passou a ser uma fonte histórica de destacada importância.

still-of-brad-pitt-in-troy-(2004)-large-picture

Continuar lendo Tempo e Magia – A história vista pelo cinema

Tique-taque tremor das pequenas coisas

Por Teresa Poester*

 Segurar um passarinho na concha meio fechada da mão é terrível, é como se tivéssemos os instantes trêmulos na mão.

Clarice Lispector

A paisagem acompanha Leandro Selister em suas diferentes formas de expressão. Assim como os primeiros fotógrafos, que vieram quase todos da pintura, transportaram para o novo meio o mesmo olhar, este artista trás também da pintura o tratamento que confere às suas fotografias. Não há, nos seus trabalhos recentes, uma preocupação com o apuro técnico nem com os recursos expressivos da linguagem fotográfica. A câmara converte-se num instrumento narrativo. As imagens contam historias, compõe pequenos poemas. A delicadeza está na escolha e no tratamento das novas paisagens, cantos de intimidade, esconderijos onde pousa e repousa o olhar.

imagens_tique_taque

Continuar lendo Tique-taque tremor das pequenas coisas

Curso Tempo e Magia no Santander Cultural

A Escritos Editora, o Santander Cultural, e a Prana Filmes oferecem o curso baseado no livro de mesmo nome produzido por José Baldissera e Tiago Bruinelli analisando filmes que focam o período da Antiguidade.

baldi

Continuar lendo Curso Tempo e Magia no Santander Cultural